Agência Reguladora DAEA
Portal Transparência

0800.779.2146
06/02/2017 - SAMAR - REVERSÃO DE BACIAS NA ZONA NORTE DE ARAÇATUBA


SAMAR inicia a primeira fase da obra de reversão de bacias na zona norte de Araçatuba

 

A SAMAR – Soluções Ambientais de Araçatuba iniciou na manhã desta segunda-feira (06/02), a primeira fase das obras de reversão da Bacia de Esgoto Maria Izabel, no extremo norte do município, que permitirão a instalação de empresas e empreendimentos residenciais nessa região e deverão impulsionar o desenvolvimento econômico local. Com injeção de recursos de R$ 22 milhões pela SAMAR, as obras vão canalizar o esgoto que hoje é tratado na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Maria Izabel, relativo a 15% do total de dejetos produzidos em Araçatuba. 

 

A solenidade de início das obras, em frente à Estação Elevatória de Esgoto (EEE) Maria Izabel, teve a presença do prefeito Dilador Borges (PSDB), da vice prefeita Edna Flor (PPS) do presidente da GS Inima Brasil, Paulo Roberto de Oliveira, do diretor da SAMAR, Ricardo Esteves, além de gestores da SAMAR, secretários municipais, vereadores e comissários da Agência Reguladora DAEA.

 

Nessa primeira fase da reversão de bacias será construída a nova Estação Elevatória de Esgoto (EEE) Santa Isabel. Ao mesmo tempo, serão implantados 3.615 metros de tubulação de esgoto de linha de recalque* e mais 2.717 metros de linha de gravidade*. Os emissários serão implantados a partir de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Baguaçu, no bairro Cafezópolis. Esta primeira fase está prevista para terminar em seis meses.

 

No total, serão construídas cinco novas estações elevatórias de esgoto e implantados 14 quilômetros de novos emissários. A obra também vai beneficiar o bairro rural de Engenheiro Taveira, que hoje conta com um sistema de esgoto isolado. No bairro será construída uma estação elevatória de esgoto e a rede será ligada ao sistema de esgoto de Araçatuba, com tratamento na ETE Baguaçu. A reversão da bacia da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Maria Isabel, na zona norte da cidade, é considerada uma das obras mais importantes do saneamento em Araçatuba porque vai permitir a instalação de novas industrias em dois distritos industriais do município e a recuperação das lagoas de tratamento da ETE Maria Izabel, consideradas insuficientes para atender a demanda de crescimento da cidade.

 

Há anos a falta de eficiência das lagoas de tratamento da ETE Maria Izabel impedia o crescimento da região, pois a instalação de novos empreendimentos estava proibida pela CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental). Somente a partir do comprometimento da SAMAR em um TAC com CETESB, o licenciamento ambiental desses futuros empreendimentos passou a ser analisado.

 

Licenças para construção-  Cerca de 20 empreendimentos, entre industriais e residenciais, estão cadastrados no município à espera de autorização para começar suas instalações no extremo norte da cidade, região em que foi delimitado o distrito industrial de Araçatuba. A perspectiva é de que o início das obras de reversão já dará condições de novos empreendimentos naquela região.


As intervenções também vão abranger a coleta de esgoto na região de Engenheiro Taveira, situada no noroeste do município e que abriga chácaras, como o bairro Arco-Íris, cujo esgotamento sanitário ainda é feito por meio do sistema precário de fossas. As obras possibilitarão esgotamento das lagoas e também da região de Engenheiro Taveira. Todos os efluentes serão tratados na ETE Baguaçu.

 

 

 

*linhas de recalque são trechos onde o esgoto é bombeado a partir das estações elevatórias; nas linhas de gravidade, o esgoto corre sem a necessidade de bombeamento. 


    Galeria de Fotos




Agência Reguladora - DAEA ©